Prefeitura de Queimados - Mais Trabalho e Novas Conquistas
Facebook   Instagram   Youtube   Flickr   Blogspot

Noticías


Luta da mulher Negra Latina e Caribenha é pauta em Queimados

Debate sobre políticas públicas voltadas para a igualdade racial foi realizado nesta sexta (26)

29/07/2019 15:20

SECRETARIA MUNICIPAL DE DIREITOS HUMANOS E PROMOÇÃO DA CIDADANIA

No dia 25 de 1992 mulheres Negras Latino–Americanas e Caribenhas se reuniam pela primeira vez para discutir, em conjunto, pautas importantes como o combate ao machismo e o racismo. A data ficou reconhecida pela ONU (Organização das Nações Unidas) como um marco na luta pela igualdade racial e de gênero. Em alusão a este dia, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania, promoveu uma roda de debates para discussão de políticas públicas voltadas para a mulher negra. O evento reuniu mulheres e homens negros no Centro de Cidadania LGBT Baixada II nesta sexta (26).

Segundo o IBGE, três entre quatro pessoas mais pobres no Brasil são negras. Em relação ao mercado de trabalho, embora as mulheres recebam 20,5% menos que os homens, o relatório "Mulheres e Trabalho", do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), mostra que, quando a comparação é entre as mulheres, as brancas recebem 70% a mais que as negras.
 
O evento contou com a presença da Primeira-Dama da cidade, Lúcia Vilela. Homenageada como a primeira mulher trans e negra de Queimados, Clô Rayalla falou da necessidade de se discutir a realidade que as mulheres vivem no Brasil. “Somos um dos países mais perigosos para ser mulher. Sendo negra e trans, é ainda mais necessário nos unir para fortalecermos a luta contra o machismo, a homofobia e o racismo”, conta a moradora do bairro Valdariosa.
 

 

Gisele Casto, conselheira de Igualdade Racial, reafirmou a luta da mulher negra para vencer os preconceitos. “Durante toda minha vida me disseram que não deveríamos usar batom vermelho. Hoje eu sei que meus lábios ficam lindos desse jeito. Por muito tempo a nossa aparência foi colocada como feia e errada, mas, hoje, nós estamos lutando para que outras meninas negras aceitem seus corpos como eles são. Lindos”, afirmou.
 
A Coordenadoria de Política de Igualdade Racial é responsável por realizar atendimentos e consultoria para a população negra queimadense. “Estamos trabalhando para fazer com que a sociedade faça uma reflexão sobre a situação atual da pessoa negra. Por mais que a gente diga que vivemos em um país miscigenado, a gente sabe que na prática não tem igualdade racial. Por isso esse espaço faz atendimento de pessoas com acompanhamento jurídico e psicológico e promove discussões de políticas públicas”, concluiu o professor de história e coordenador Jorge Dias. 

Últimas Notícias

keyboard_arrow_left
    

Última etapa da competição acontece neste fim de semana no Sesc de São João Meriti. Entrada é franca

Parceria com o Iterj legalizará a posse de moradores que vivem em ocupações irregulares no município

Distribuição de mudas nativas da Mata Atlântica, ecopiquinique, plantio e passeio pelo Parque Laje são algumas das programações

Evento reuniu representantes de diversos municípios para discutir ações em prol da Bacia do Rio Guandu

Cerimônia aconteceu nesta segunda-feira (16) na Câmara de Vereadores e contou com a presença do Prefeito Carlos Vilela. Gestão é referente ao biênio 2019-2021

Iniciativa abordou técnicas de escovação bucal, utilização do fio dental e cuidados com próteses dentárias

Cerca de 70 profissionais de saúde e educação participaram do evento, realizado nesta segunda (16) no auditório da SEMUS 

Encontro acontecerá na próxima segunda (16), no auditório do Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade

    
keyboard_arrow_right
Facebook     Twitter     Youtube     Flickr     Blogspot